24 de julho de 2010

Aborto.

Não só no Brasil, mas também, ao redor de todo o mundo, o aborto, o ato de abortar, é um assunto que gera uma grande polêmica. Quando um concorda, o outro vem com mil e um argumentos para discordar. Quando um discorda, o primeiro ver com mais pensamentos para fazer com que todos concordem.
Apesar de ser defendido, pela maioria das pessoas, em caso de estupro- muitos vão vir com bombas e rojões para cima de mim agora - sou completa e irrevogavelmente contra o aborto. Uma mulher vou violentada, até ai tudo bem. Coloquem o estuprador na cadeia, dêem a ele a pena de morte. Mas não matem uma criaturinha que não tem o direito de opinar. Ela não pediu para vir ao mundo. Mas também ninguém tem o direito, de tirar a vida de um feto.
Nada pode fazer com que uma vida seja jogada 'no lixo'. Pois é assim que eles fazem, com essa frieza. Matam como se fosse algum tumor ou um câncer que esteja dentro da mulher. Algo prejudicial, que provoque sua morte. Mas ao contrário disso, ela estará dando a luz a um ser humano. Em menos de 9 meses esta mulher será mãe de um serzinho que será como qualquer outro homem, irá chorar, rir, comer, sentir dor.
Não sei como alguém que poderá ser chamado de mãe, e carrega no ventre o 'dom da vida' pode pensar em matar o seu descendente. Alguém que tem 50% dos genes iguais aos dela. Poderá nascer com a mesma cor do seu olho, do seu cabelo.
É de uma frieza sem tamanho, pensar em tirar a vida de um filho, que além de tudo não tem culpa nenhuma. Como ela pode levar a vida depois disso tranquilamente, sabendo que matou um fruto seu?
Ninguém, ninguém mesmo, tem o direito de tirar a vida de uma pessoa. Consta na constituição, e no código penal, que isso é crime. Então por que motivo, uma pessoa tem o direito de cometer o aborto? Isso é um crime também, muito maior do que matar alguém que já pode se defender.
E, ainda assim, as pessoas vem dizendo, que o filho será um peso, em caso de estupro. Nada vale mais do que uma vida. Nem um trauma, para isso existem psiquiatras. Uma criança não deveria ser um peso, e sim um conforto. De algo ruim, saiu uma vida.
E, em caso de gravidez na adolescência. A menina possivelmente, não terá capacidade, de cuidar de alguém se nem mesmo cuida de si. Mas e ai? Ninguém mandou não tomar juízo na hora certa.
Além disso, o mundo todo alerta sobre os cuidados para não engravidar, camisinha, anti-concepcional. Deve-se arcar com as consequências. E acima de tudo, preservar uma vida, que não quis estar ali, não tem culpa alguma. E só tem o direito de viver.

'Matar não é tão grave como impedir que alguém nasça, tirar a sua única oportunidade de ser. O aborto é o mais horrendo e abjeto dos crimes. Nada mais terrível do que não ter nascido!' (Fernando Sabino).

Um comentário:

luiza bechtlufft . disse...

infelizmente o aborto acontece, né?
com palabras suas: "ninguém mandou não tomar juízo na hora certa" , são uns irresponsáveis.
gostei muito do teu blog ! estou seguindo, se puder da uma passada em algum dos meus ! estão no perfil .

beijos