14 de dezembro de 2009

'espero que o tempo passe, espero que o tempo voe'

Infelizmente, o tempo não tem o grande poder de curar uma dor, uma decepção, um coração partido.
Apenas ameniza esse sofrimento, apenas faz com que novos problemas tomem conta da nossa cabeça, com que ocupemos nosso tempo com novas dores, novas decepções, novos problemas amorosos.
O tempo faz o mesmo quando, machucamos ou cortamos um dedo e logo depois batemos o dedinho na quina da porta. Essa dor no dedinho faz com que esqueçamos o corte no dedo, mas não cura o machucado. Faz com que por um tempo, nós apenas pensemos na dor no dedinho do pé, mas não cicatriza a ferida.
A única coisa que faz com que a ferida seja cicatrizada é se encararmos de frente o machucado, cuidarmos dele e colocarmos um curativo.
O mesmo acontece com o sofrimento, devemos olhar diretamente para ele, e cuidarmos para que ele desapareça, uma vez que queremos que ele acabe.
Mas, ai sim entra o tempo, cada um tem o tempo necessário para poder encarar a dor e fazer com que ela vá embora, uns precisam de mais, outros precisam de menos, mas todos um dia terão que encará-lo para que o sofrimento acabe.

Pauta para Blorkutando.

2 comentários:

Thaíse L. disse...

Adoreei seu texto, seu blog..
O jeito que escreve é muito lindo. Me indentifiquei muito com o seu texto. Queria muito que o tempo curasse todos os nossos problemas, mais não é assim que as coisas funcionam. Encarar os problemas é melhor, mais não é mais facil do que se esconder deles.
Seguindo.
Bjus.

Viviane S. disse...

Seu texto está muito bom, adorei. Boa sorte no blorkutando. Tenho certeza que você receberá uma boa nota *-*
Beeijos, Vivi.