4 de janeiro de 2010

melhor amigo colorido!

Certo verão, estava eu na piscina em um clube da cidade. Rodeada de amigas, vi um garoto ao longe, com alguns de meus amigos e conhecidos. Percebi que ele, era o único que eu não conhecia. Depois de um tempo conversando com as meninas, fui comprimentar os outros, eles estavam jogando futebol e todas nós chegamos juntas.
Então me apresentaram o dito garoto que eu não sabia quem era, me explicaram que era primo de um amigo e o nome dele era Fábio.
Conversa vai, conversa vem, e algumas horas depois vimos que já estava escurecendo. Passei então meu msn para ele em uma folha de guardanapo.
Quando cheguei em casa, não me desapontei, entrei no meu msn e lá estava um novo contato me adicionando.
Nos encontrávamos todo dia no clube da cidade, ficávamos horas e horas conversando, contando os nossos segredos mais perversos, falando mal de algumas meninas e outros meninos, e um tempo depois percebemos, que mais do que conhecidos ou amigos, nos tornamos quase irmãos. E, fazendo jus a essa irmandade, nos chamávamos de irmãos sempre, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Essa aproximação me fez refletir então, que pode sim existir uma verdadeira amizade entre sexos opostos, e fiquei feliz por ter um amigo no qual podia contar a qualquer hora, e mais do que isso, nele eu podia confiar mais do que nas minhas amigas de infância, pois sabia que não existia maldade nas palavras dele e que a qualquer momento podia me derrubar como em meninas.
Tudo muito lindo, tudo muito bom, e após dois gloriosos anos de amizade, ele estava namorando. E eu? Não sei, bateu raiva da menina, não ia com a lata dela antes, depois do namoro então só piorou. Na verdade ela era bem baranga, e eu falei isso para ele, ele não se abalou com minhas palavras e não fez nada. O namoro terminou e ele disse que eu tinha razão. Isso aconteceu algumas vezes, com algumas meninas. E de todas elas eu tinha o maior ciúme. Mas e como eu ia falar isso para ele? Eu não podia me apaixonar por ele, ele era meu irmãozinho!
Mas, como em sentimento não se pode mandar, um belo dia, percebi que o que eu sentia por ele era mais do que amizade, MUITO mais. E então joguei tudo na cara dele já sabendo da resposta "eu gosto de você como uma irmã, nada mais que isso".
Mas a resposta foi diferente, ele falou que eu era especial também, mais do que uma amiga.
Então no dia seguinte nos encontramos no clube, e marcamos de ir para o cinema. Sim, eu fiquei com ele, e estava já pensando em namoro e tudo. Como eu fui burra. Nada depois disso foi igual, nossa amizade foi por água abaixo, e eu não sabia mas na época ele estava ficando com uma menina que atualmente ele está namorando, a menina, como vocês podem imaginar, me odeia, e eu por consequência odeio ela. A minha irmandade acabou, meu melhor amigo foi embora, e agora eu penso que eu confundi tudo, eu apenas queria a amizade dele, estraguei tudo me afogando nos meus sentimentos, o mais sincero amigo foi embora como quando a água escorre nos nossos dedos. E acho se nada disso tivesse acontecido eu ainda poderia ter meu melhor amigo e irmão comigo !

Pauta para Blorkutando!

PS: Desculpa foi mais um desabafo.
PS2: Nome alterado, mas aconteceu realmente.

Um comentário:

Fabiana Celso disse...

é complicado quando esse tipo de situaçao acontece!
:*